<$BlogRSDUrl$>
Anjo a lêr Anjo a lêr
Overdoses de Amor na Cidade, no campo em qualquer lugar, onde duas almas se encontrem. Neste mundo em que muito se fala e pouco se pratica, mais um "desalinhado" do sistema abre um local onde se possa falar do que mais faz falta neste mundo: O Amor.

quinta-feira, setembro 24, 2009

Festa da Cerveja Alemã em Lisboa 

A Festa da Cerveja Alemã começa hoje, dia 24 e termina no domingo, dia 29, no jardim do Campo Santana, em Lisboa.
A iniciativa procura ser uma réplica da Oktoberfest de Munique (e como já estive numa, então RECOMENDO VIVAMENTE!!!!!!).
Há música, dança e gastronomia da Baviera.
As receitas revertem para as AldeiasSOS Criança.


|

LEG'09 - Galheta de esquerda vrs Bolachada de Direita 

E eis quando os nossos fofinhos chegam a vias de facto...

LEG'09 a verdade!


|

quarta-feira, setembro 23, 2009

Impulso... 

Impulso...


Acordo
Levanto
Olho o céu...
... vejo o azul dos teus olhos e suspiro.

Lavo-me
Visto-me
Saio de casa...
... a pensar em ti.

Avanço pela rua
O barulho matinal enche a cidade
Um brisa suave sopra...
... tal como a tua respiração no meu pescoço.

Paro
Fecho os olhos
Será ilusão?...
... como tal Amor pode ser uma ilusão?

Dirijo-me a tua casa
O meu coração pula
Vou-te ver...
... e cobrir-te de beijos e delicias.

Paro no jardim
Olho um lado e outro
Ninguém por perto...
... então roubo uma flor para ti.

Sigo caminho
Penso no teu sorriso
Então sorrio...
... pois os teus lábios de morango estão gravados em minha alma.

Chego a tua casa
Encho-me de coragem e bato
Tu vens à porta...
... luminosa como um raio de sol.

Sorrio
Sorris
O nosso olhar se cruza...
... e num impulso o universo para.

Não existem palavras que expliquem esse momento
Em que num impulso o segundo parece um século
E um século contigo parece um segundo...

Dois corações sincronizados
Num caminho de rosas nem sempre perfumadas
Mas sempre espinhosas...

Buscamos o nosso caminho
Juntos e confiantes iniciamos viagem

Num impulso no cruzamos
Num infinito viajaremos juntos.

Sorris para mim nervosa
Adoro o teu nervosismo
Também me sinto nervoso...
... mas tu me inspiras!

Então iniciamos viagem...
... a viagem das nossas vidas!



Avatar, 23 de Setembro de 2009

Impulso do momento...
Não programado...
Não sonhado...
Se não o aceitamos e vivemos
arriscamos a uma vida de arrependimento!


|

sexta-feira, abril 04, 2008

PARABÉNS "puto" :-)) 


Beijinhos ssssssss
:-)


|

quinta-feira, abril 05, 2007

PARABÉNSSSSS !!! 

Fotode Luís Mendes
PARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
SSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
beijosssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss :-D tra la rai tra la rai neste dia tal e coiso :-)


|

quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Special Reflexes 

Onde estás...
Por onde andas...

Porque não te encontro?...
Porque não te sinto?...

Quando mais preciso de ti...
Quando te desejo...
... e não te tenho.

Porque não me sentes...
Porque não me anseias...
... como eu te desejei e amei?

Onde paira a paixão inicial?
Onde não se questionava?
E apenas se vivia...
... e sentia!

Sentimentos únicos...
Laços criados...
... rompidos numa ausencia,
dilacerados pela falta...

Caem os sentimentos...
As dores e os desejos...
Procura-se o sabor do passado...
Teme-se o terror do futuro...

Só...
Exitencia só...
Alegremente só...
... por desejar não estar só!

Dar o passo...
Acreditar no possivel...
Despir os preconceitos...
Viver sem temer...

Porque se põe silvas no caminho da felicidade?
Porque se pensa sempre o pior e não o melhor?
Porque se mata o sentimento com as cinzas...
... da fogueira da paixão?

E o fogo eterno?
Quem foi o bombeiro que apagou esse fogo?
Porque?...
Onde está o calor do abraço...
O fogo do toque...
O desejo de voltar a ser um só...

O que matou esse desejo...
Porque o matou...
Porque não se mudou?...

Cala-te racional!
Acorda coração!
Assume o teu destino!
Volta a acreditar!

É tão facil escrever e falar...
... sim, é tão facil...


"Special Lyrics
by New Order


It isn't what it used to be
I wake up every night
On the stairs
Waiting for the dawn to come
Every drop of wine
You can be my time
Only tomorrow knows
Why do we beg when we can borrow
This time we knew
No more or less
There's nothing left

It was always special
It was like water down the drain
I'm intoxicated
Every time I hear your name
I try to remember
But nothing is the same

It wasn't that I didn't try
It's not the kind of thing, that you buy
Written in my destiny
Life is but a dream
Covered by the sky
Stop saying that you're calling time
Look at your life before you start on mine
I'm not the kind of person that you need
I'm sick of trying
I mean that it's over

It was always special
It was like water down the drain
I'm intoxicated
Every time I hear your name
I try to remember
But nothing is the same
It was always special
it was like water down the drain

Patiently you wait for me
You're so blind
I thought it couldn't be
Then changed my mind
Drowning in the endless sea
Line all those lines
The traces of your memory
Don't belong with mine"


by Avatar
(21-02-2007)

Existem sentimentos que não se conseguem explicar...
Paixão...
Amor...
E o frio que se pode apoderar de uma relação.
A saudade da paixão inicial sem medos, fobias e preconceitos.
Porque é que o racional mata sempre o coração?
Estranhos efeitos da chamada evolução humana...


|

Chemical Reflexes 

Olho em volta...
Pessoas apressadas...
Torno a olhar...
Passam a correr...

Olhares vazios...
Angustia no olhar...
Busca rápida no relógio...
Horários a cumprir...

Escravos do tempo...
Dos horários...
Das agendas...
Da mecanização...

Olhares vazios que se evitam...
Encontros marcados sem desejo...
Contactos fisicos á força...
Enquanto à força viajam...

E correm...
Desesperadamente...
O tempo voa...
Não perdoa...

Labuta pesada...
Em locais de tristes sonhos...
Onde se anseia ganhar um naco...
Para pagar as infinitas contas...

Quero parar...
Deitar o grito de epiranga...
Gritar bem alto: BASTA!!
Olho de novo o relógio...

Estou atrasado...
... também sou um escravo do sistema...



"Chemical Lyrics
by New Order


Any kind of fool with the will to live
Tries to get it right with the one they're with
But even though I give you special treatment
You keep getting high juvenile delinquent

And this is how it feels to be
On the payroll company
Your every scene is in the round
And all the men are falling down

Constantly harrassed and misunderstood
I'm the 'lost and found' of the neighbourhood
And I am not a part of society
So don't get off the ground just be with me

And this is how it feels to be
On the payroll company
Your every scene is in the round
And all the men are falling down

I would brave the rainstorm in my car
Maybe you can leave but you won't get far
It wasn't just a dream it was much too good
Just another day in the brotherhood

And this is how it feels to be
On the payroll company
Your every scene is in the round
And all the men are falling down

And this is how it feels to be
On the payroll company
Your every scene is in the round
We don't need to hang around"


by Avatar
(21-02-2007)

Trabalho, trabalho a quanto nos obrigas...
Perdemos a maior parte do tempo em busca de um futuro melhor...
Vem um sanguessuga e te desfaz os sonhos...
Não passas de um utensilio que enche os bolsos de alguns...
Raio de natureza (des)Humana...


|

Liar Reflexes... 

Olho para a vida,
Olho para o passado,
Recordo caminhos...

Cada passo que foi dado,
Cada decisão tomada,
Terá sido a mais certa?...

A eterna duvida,
Do outro caminho
Me assola...

As vezes que não tive
A coragem de dizer sim
Partilhar o que sentia
Amar quem devia...

Olho e repenso
Valerá apena recordar?
E voltar a chorar?...

O ontem já lá foi...
O futuro ainda se apresenta negro...
E o presente... amargo...

É tão facil chorar...
Tão doce lamentar...
Tão futil se martirizar...

É preciso levantar
É preciso acordar
É preciso voltar a a acreditar...

Custa...
Parecem palavras vazias...
Estão escritas...
Sairam da alma...
E esta ficou vazia...
Não devia!

Quero olhar o Sol!
Quero voltar a ouvir os passaros!
Quero voltar a Amar!
Quero voltar a acreditar...

Porque é tão dificil dizer o não?
Porque custa dizer o sim?
Onde arriscar...

Estou farto!
Basta!
Mas não consigo mudar...

Um dia conseguirei...
Um passo de cada vêz...
Custa...

... e alma já sofreu tanto...
Valerá apena?...
Será um novo caminho sem saida?...

Vida, vida...
Sempre encruzilhadas...
Sempre decisões...
Será que no futuro voltarei a lamentar as decisões de hoje?...


"Liar Lyrics
by New Order


I haven't time to sympathise
With all this nonsense and your lies
You are the king of nothing
But you shall hold me
You've got your finger on the pulse
And in my pocket, yes of course
I am the voice of treason
But you betrayed me

I used up nearly all my luck
I didn't have to try
But yesterday is gone
And now I need an alibi
If this gets any stranger things are gonna change
Cause I can't stand the music, always lying
If that's what it takes I'll do it (I'll do it)
I'll keep on right on through it (on through it)

So please believe me when I say
I wouldn't give the time of day
Because then I'd be faking
When I could tell the truth
Were you abandoned in your youth
Because if not, you will be soon
I'm growing tired of waiting
For you to say goodbye"


by Avatar
(21-02-2007)

O voltar a sonhar custa mais do que o voltar a desistir de sonhar...
A alma anseia o sonho...
A realidade mata a alma...
E o sonho...


|

Renascer... 

Ontem decidi rever a minha conta do mIRC, pois já não ia lá à algum tempo... embora que me vá ligando para não perder o nick (alcunha/nome).
Mas desta vêz em vez de entrar e sair a correr mais depressa do que entrei... foi revisitar um antigo canal, o #30-50
Foi engraçado, muita gente nova e alguma do meu tempo.
Foi delicioso ver a minha amiguinha WildWitch (que grande Dj me saiste na radio do canal rapariga, quem diria!!!), a maninha espetacologica que apareceu por lá para nos tentar com as ditas farórias que a gulosa estava a mamar e a ver o que se passava...
Tem gente nova por lá, mas o engraçado foi encontrar duas pestinhas com estaleca para a brinca... e lá foi uma farra até às 4h da matina, à moda antiga que envolveu umas boas doses de galhofada!
Estava a precisar... e acompanhado da boa musica da WildWitch, a busca apressada de uns CD's cheios de pó no meu monte de "entulho" e sentir os sentimentos fluir de novo...
Deu um pequeno click... e hoje, quarta-feira de cinzas, decidi ir rever alguns Blogs que à muito não revia... e espanto dos espantos...
A maninha espetacologica anda muito paradinha... estará a precisar de uns refilanços meus? Hummm...
Os mano ACBC anda de vento em popa com o seu Blog, é bom ver que ainda te mexes :)
O mano LordMendes teve um encontro imediato com uma maleita mas a malta está aqui para o por a mexer ;) O teu Blog está excelente, continua!
A afilhada emprestada Tania mudou de casinha, não tenho paciencia para ir mudar o link, por isso fica aqui o novo endereço: http://tania-mac.blogspot.com/
Visitem que ela merece...

Agora estou a acordar a inspiração... talvez escreva mais alguma coisinha... não sei...
Recomendo a quem gosta de sonhar o que estou a ouvir:
New Order, album "Republic"
Músicas:
07 - Liar
08 - Chemical
10 - Special

As letras ensinam muito... estranho grupo este...


|

sexta-feira, setembro 09, 2005

Sexo, mentiras e vídeo... 

Se existe uma coisa que pessoalmente odeio é a mentira.
Outra que verdadeiramente abomino é o roubar o trabalho dos outros.

Estas duas singelas frases servem de mote não à meditação de ideias de hoje mas, infelizmente à realidade dos factos que se vivem neste país á beira-mar plantado.

“Sexo, mentiras e vídeo” é uma ficção cada vez mais tornada realidade e por mais incrível que pareça, cada vez mais praticada por aqueles que TEÓRICAMENTE deveriam ser os bons exemplos para a nação.

Antigamente era sobre o Rei e a Igreja que se concentrava o exemplo (ou não) do que deveria ser a moral e a idoneidade de uma nação.
Com o florescer da Republica essa responsabilidade caiu sobre os seus representantes: os políticos.
Ora, como sempre e desde sempre, a corrupção, a mentira e a troca de influencias sempre deflagraram por todos os locais onde se possa existir um cheirinho a poder...
Como não podia deixar de ser, no nosso país de brandos costumes, o mesmo acontece e infelizmente à medida que o tempo passa aumenta cada vez mais...
Bom, sabes tu e sei eu, pois não é conversa nova, mas já lá chegamos...
Que a nossa classe política nos últimos anos se tem tornado cada vez mais podre e descarada, lá isso é verdade!
Mas felizmente existem excepções!
Vou vos contar o caso da minha freguesia (S. Domingos de Rana, concelho de Cascais, distrito de Lisboa), porque é um caso real e como eu lá vivo à 37 anos desde que nasci (em Lisboa), certamente conheço as suas realidades e a sua evolução ao longo dos tempos...
Durante muito tempo a minha freguesia foi uma terra de ninguém, um magnifico reduto da CDU até ao dia que um dado homem tomou os destinos da mesma freguesia: o Manuel Mendes. Militante e político do PS, foi uma pessoa que raro de encontrar no seu meio (político), prometeu e... cumpriu!
Pouco a pouco, ora com ventos a favor (quando Cascais era PS) ora com bons ventos contra (quando o PSD estava em Cascais), lá mudou a face de toda a freguesia.
E o trabalho não foi pouco, pois a minha irmã que estava nos EUA a alguns anos, quando veio ao funeral do meu pai (à cerca de 3 anos), não reconheceu a terra onde nasceu e viveu mais de 20 anos...

Não posso deixar de dar louvores a este homem simples, o Manuel Mendes, que sempre disposto a ouvir os seus fregueses (dai vem o termo de freguesia), qualquer dia da semana, com todos se preocupa por igual e é o primeiro a mostrar na linha da frente que se trabalha e não se manda trabalhar.

Tive o prazer de o conhecer à vários anos e até hoje não me desiludiu, mas adiante...

Nas últimas autarticas, com a vontade do povo de mudar de um governo PS para um PSD, das freguesias do concelho de Cascais, a que se aguentou por uma unha negra com o PS foi S. Domingos de Rana.
Foi uma facada nas costas de uma pessoa que sempre deu o corpo pela terra onde vive.
Mas acham que desistiu?
Não, continuou de mangas arregaçadas, aceitou a vontade do povo e continuou a trabalhar.
E assim continuou nestes últimos quatro anos.
Nessa altura fui ver a tomada de posse das forças políticas da junta de freguesia e via os bem engravatados PSD e CDS, que apesar de não serem maioria, estavam lá todos à procura de um tacho, pois havia quem se tivesse despedido para ir ganhar o ordenado oficial de vereadores da junta. Mas como bons políticos que são não conhecem a tradição da junta... é que o único que ganha ordenado é o Presidente da junta (pois esta a tempo inteiro) e os ordenados dos vereadores é aplicadinho nas obras da junta... lá se foi o tacho! O que eu me ri...
Passado um ano ou dois perguntei a um amigo e político como andavam as reuniões municipais da junta (são semanais e abertas ao povo) e como andavam os vereadores (do PSD e CDS)elegidos pelo povo, ele me respondeu: “Nunca mais lá apareceram...”

Apesar da camera de Cascais (PSD) estar falida, as obras da junta lá foram prosseguindo, pouco a pouco e ao sabor da crise que o último governo nos ofertou... mas não pararam.
Ganhamos um Biblioteca municipal, selagem do aterro da lixeira de Trajouce e por ai adiante...

Mas fora “a conversa política”, chegamos ao primeiro âmago da questão: se um vereador é elegido pelo povo para cumprir uma dada missão, È PARA CUMPRIR NA SUA PLENITUDE E NÃO EM BUSCA DO ORDENADO DE UM NOVO TACHO!

Sim, foi a gritar, pois a gritar se liberta a alma...

Mas os acontecimentos não param por aqui.
Estamos em campanha eleitoral e como tal gosto de ver o que as diversas forças políticas nos presenteiam.

Ontem foi a vez da coligação PSD/CDS “Viva Cascais” deixar o seu panfleto eleitoral na minha caixa postal.

A tensão... O TERROR.. A VERGONHA DE SER PORTUGUÊS... se apoderaram de mim ao ler o panfleto desses senhores...
Resumindo: os Srs. António Capucho, António Pires de Lima e Fernando Mesquita TOMAM POSSE COMO SENDO SEU de todo o trabalho efectuado durante estes últimos QUATRO anos pelo Manuel Mendes!!!!!

Não aparecem, dificultam a vida e as obras e depois de o trabalho estar feito... DIZEM QUE É DELES?!??!?!?!??!?!?

Digo-vos... se não visse NÃO ACREDITAVA!!!!!

Ao ponto que isto chegou!
Onde chega a sede de poder destes abutres...

Caro munícipe e vizinho Manuel Mendes, nem que eu esteja chateado com o partido a que pertences, só pelas provas que já deste em termos de dedicação e trabalho, vou votar de novo em ti.

Quanto aos outros três senhores: roubar é crime. Tomar posse do que não se fez maior crime é. Não tendes vergonha? É essa a vossa ideologia? São essas as promessas que fazeis?
Votar em vocês?...

“Ide trabalhar malandros!...”

Era bom que o povo soubesse abrir os olhos e não se afogar no imediatismo que abutres como estes fazem.
É por isso que este país anda como está: ninguém pára para pensar, ninguém olha com olhos de ver e todos gostam de modas... mas quando as modas ganham, o Zé Povinho aperta mais um pouco o cinto...

Não foi assim que se perdeu as riquezas obtidas pelas descobertas?...
A história repete-se e já ouço pelas esquinas algo que ainda me escandaliza mas que me deixa a pensar, o regresso de um Salazar, comparado com o desejo do retorno de D. Sebastião.

Mas sempre afinal quem é que abriu as portas do Júlio de Matos e permitiu que os loucos exercessem política?...


|

quinta-feira, setembro 08, 2005

Quero... 

Quero Amar sem pedir perdão.
Sonhar sem pedir permissão.
Voar sem ter asas.
Respeitar sem ser obrigado...

Encontrar sem procurar.
Louvar apenas com o olhar.
Beber apenas com o sorrir.
Correr por pura alegria.

Dar sem me pedirem.
Surpreender sem temer.
Brincar sem barreiras.
Partilhar como quem respira...

Desejo que todos tenham pão em abundância...
... e um teto para viver...
... alguém para partilhar ...
... que um dia se pergunte: que significa a tristeza?

É tão fácil partilhar...
Doar...
Repartir...
Comungar...

Porque complicamos?
Porque construímos muros e barreiras?
Porque tememos a entrega?
Porque tememos o Amor?...


Avatar, 2005-09-08

“Sonhar é bom, melhor seria tornar o Sonho realidade...”


|

Oriente 

O teu olhar me encanta
Teu perfume proibido me inebria
A tua suavidade me eleva...

Sinto o mistério do teu respirar
O sonhar do teu olhar
O segredo dos teus pensamentos...

A tua entrega me faz doar
O teu gesto me faz respirar
Aspiro o teu cantar...

Suavemente no embrenhamos
Numa felicidade proibida
Mesclamos o nosso odor...

Pensamentos se fundem
Aquece a alma
Ao recordar...

Perfumes
Aromas
As flores...

As lendas de Amor
As entregas sem pudor
A doação total...

Oriente misterioso
Sensível e carinhoso
Em que cada sentido é rei e senhor...

Suavemente me perco em ti
Inebriando-me no teu olhar longínquo
Sonhando um dia...
... te poder Visitar!


Avatar, 2005-09-08

“O Oriente sempre me fascinou pela cultura e pela sua beleza.
Um dia quem sabe o visitarei...”


|

Apita o comboio... 

Hoje em dia a lei básica assumida por tudo o que se mexe e se diz intel&gente é a do “Apita o comboio...”.
Ora senão vejamos...
Apita o comboio da moda, lá vai tudo se vestir à moda com os últimos apetrechos, dispendiosos e tão bem manufacturados que nem algum prémio ganhariam num concurso de trabalhos manuais de alunos da 2ª classe.
Apita o comboio de que uma criança morre de maus tratos, lá vem no dia a seguir todos os jornais e departamentos de noticias a imitar o jornal “O Crime” com a colectânea de todas as crianças maltratadas, abusadas, etc., com a adição de estudos interessantíssimos do género “A mortalidade infantil decresceu em Portugal”.
Já parece que se quer justificar que nem tudo é tão mau como se parece ou que ditou-se ontem que apartir de agora é que existem crianças maltratadas e abusadas...

Ainda hoje alguém me perguntava: “Quando recomeça o julgamento da Casa Pia?”, a minha resposta foi mais que pronta: “Quando aparecer outro escândalo no Governo.”

Pois é. Aqui neste doce país à beira-mar plantado só se faz alguma coisa ao compasso dos escândalos... senão vejamos:
- Arde o país todo, vai-se criar uma prevenção anual e comprar meios aéreos e afins;
- Não existem médicos, toca a contratar estrangeiros;
- Morre uma criança por maus tratos, ai vêm as listas negras, os relatórios e afins...
Querem mais?
Não será que isto não para?
Não se sabe o que é precaver... está mais que visto!
Sempre afinal é mais interessante organizar grandes repastos e festas inacessíveis aos cidadãos de média e baixa categoria que pensar no Zé Povinho que anda a alimentar esta corja de abutres!
Sempre afinal... para que queremos grandes planos de prevenções se vão usar o terrenos queimados para novas habitações e o que resta por arder já quase não existe?
Porque não baixam o raio das médias de Medicina ou simplesmente chumbam os finalistas devido a algum prazer mórbido de um catedrático cuja a cultura se apenas resume ao tribalismo existencial e cujo os juramentos que fez não passam de fariseismos baratos?
Depois admiram-se que as empresas andem a falir, que o país ande de tanga e continuemos a descer na tabela dos países mais pobres da Europa?
Então todos essa corja que se diz doutorada e tem os mais importantes cargos de direcção e gestão (sem falar nos milionários ordenados que recebe) nos mete cada vez mais pobres e nos vende ao retalho por quem der mais... e querem que continuemos a acreditar neles e ainda por cima mais regalias?
Cá por mim deviam pôr este slogan turístico nos aeroportos: “Pais em leilão, leve o que quiser e com ajudas de custo a fundo perdido pelo lance mais alto.”.
Parece estúpido? Não é!
Se eu por exemplo registar uma empresa num dos paraísos fiscais de nuestros hermanos ou mesmo abrir lá uma empresa e depois vier ao nosso amado país abrir uma filial cá, sou repleto por deliciosos investimentos a fundo perdido, MAS se registar cá e pretender cá abrir um localzinho de negócio sou imediatamente afundado e preso a tanta divida que em vez de trabalhar para enriquecer, trabalho para alimentar os luxos governamentais e a “curar” o défice politico...
Existe compreensão nisto?
“Abram empresas! Mas depois paguem (milionáriamente) por conta dos lucros que ainda não tiveram e que nós imaginamos que vocês terão (e que nunca irão ter)!”, este é o verdadeiro slogan oculto das nossas finanças...
Apropriado não acham?
Sim estamos mal, com défices e falta de dinheiro... ups!???!?!?!? Falta de dinheiro? Mas falta de dinheiro em quem e porque?
Com que atitude moral vem estes nossos queridos, amados (é melhor eu não dizer como e por quem...) obter chorudas reformas, receber mais que um ordenado (milionário) e depois dizer que o Zé Povinho é que paga a conta e o seu sustento?

O nosso passarinho Barrosinho conseguiu inventar uma bem boa (para os bolsos dos seus amigos) antes de fugir para a Presidência da Europa (Deus nos valha...), um maravilhoso imposto (andam a aprender com o Brasil em que só falta cobrar pelos peidos que se dá), chamado de “Taxa de transmissão”. Ou seja, tudo o que usa ligações de telecomunicações fixas (telefone, Internet, etc.) passa a pagar uma taxa municipal aplicada (veja, bem isto) ao TOTAL cobrado pelos satélites da mamãe TELECOM.
Ou seja, a malta até poupa nas ligações porque a vida está cara, temos as telecomunicações mais caras da Europa (quiçá do mundo) e toca a roubar mais um bocado ao Zé Povinho!!!!
No final podemos até cantar assim: “Cobra, cobra, cobra ó meu amor, pois o Ferrari que compraste ontem já está gastadinho e precisas de um novo para ires passear as meninas (ups, meninos) que tanto amas...”.

Já me dizia um conhecido este último fim de semana: “Estamos piores que no tempo do Salazar, pois nesse tempo não podíamos falar MAS éramos ouvidos, enquanto agora podemos falar MAS não somos escutados...”.

Já agora valia apena pensar nisto...


|

This page is powered by Blogger. Isn't yours? Feedback by backBlog Tire todas as suas dúvidas sobre blogs. Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Eu estou no Blog List


a meditar(em)